quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Fé e posição (3)


Em Mateus 7: 9 - 11, Jesus faz a seguinte pergunta:
“Qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o filho, lhe dará uma pedra? Ou, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vós, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?”
Mais uma vez a questão ter e ser está presente. Jesus faz uma comparação entre aquilo que um pai pode dar aos seus filhos e aquilo que o Pai Celeste pode nos dar. Certamente, concluímos que o nosso Deus tem prazer em abençoar, em ver os seus filhos desfrutando de suas bênçãos. Isso é inegável. O problema é que, nos dias atuais, enfatizou-se tanto a bênção, a conquista, o milagre, que as pessoas passaram a buscar a bênção pela bênção. Ser filho de Deus passou a ser questão secundária. Já não se investiga mais o “ser filho”. Passa-se a acreditar que filhos todos são, e o que interessa é o receber de Deus.
Não nos esqueçamos que a maior bênção que podemos receber é o poder para sermos filhos de Deus. Cristo em nós é a esperança da glória. Ele é a nossa vida. Isso é eterno, não é passageiro. Isso vale mais do que qualquer bênção temporal que possamos receber aqui na terra. Eu me alegro em ver Jesus curando enfermos, mas me alegro mais ainda em saber que um dia não haverá mais enfermidade para Ele curar. Eu me alegro quando ouço o testemunho de alguém que teve um problema financeiro resolvido. Porém, eu me alegro mais ainda em saber que um dia estes problemas não mais existirão. Paulo fala aos Coríntios que “se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens” (1 Co 15: 19).
O meu objetivo não é desestimulá-lo a buscar as bênçãos de Deus. Pelo contrário, eu peço a Deus que abençoe o seu povo, e que todos transbordem do pleno conhecimento da sua vontade, em toda sabedoria e entendimento espiritual, a fim de que vivam de maneira digna, para o seu inteiro agrado.
Você que recebeu Jesus como Senhor e Salvador, também recebeu o poder de ser filho de Deus. Não viva aquém do padrão das Escrituras. Peça ao Espírito Santo para dirigir a sua vida, isso é um direito seu. Não viva mais como um mendigo espiritual que pode até ter fé que alguém irá lhe dar alguma coisa, ou que algo poderá cair da mesa a qualquer momento, mas do que adianta semelhante fé, ele continuará sendo um mendigo, a sua posição será a mesma. Viva como um legítimo filho de Deus, que recebeu perdão e libertação dos pecados, por isso não vive mais debaixo do jugo de Satanás.
Lembre-se que o seu lugar é assentado à mesa, junto ao Pai. Não embaixo da mesa esperando alguma sobra cair. Os cachorrinhos esperam que alguma coisa caia da mesa porque sabem que há fartura sobre ela. Os filhos também sabem que a mesa é farta, porém não ficam esperando que alguma coisa caia da mesa. Eles assentam-se à mesa pois sabem que esta é a posição que lhes cabe por direito. Afinal, eles são filhos de Deus.

“Portanto não vos inquieteis dizendo: Que comeremos? Que beberemos? ou: Com que vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu Reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”. (Mt 6: 31-33)



Laerte Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial